ATIVIDADE FÍSICA X GRAVIDEZ

por Keli Lima

Futuras mamães que desejam manter as atividades físicas durante a Gestação.

Nos dias atuais onde o assunto é discutido amplamente, e onde vejo vídeos de mamães fitness se acabando de puxar carga e fazer exercícios intensos gostaria de deixar aqui a minha vivência, experiência com alunas gestante e a minha posição quanto à esse assunto.

Existem dois objetivos na execução de um programa de treinamento na gravidez que são:

* Preparar para o parto

* Manter a saúde por meio da forma física.

No momento de prescrever o treinamento devemos levar em consideração os seguintes fatores: a intensidade do exercício, a duração da sessão de treinamento, a frequência semanal, execução do exercício e quais serão executados, respeitando a individualidade biológica de cada gestante.

Caso a gestante já seja ativa, apenas devemos diminuir a intensidade drasticamente nos 3 primeiros meses pois é considerado o período mais crítico, a placenta está em processo de fixação, exercícios de alto impacto tais como: corrida, ginásticas devem ser evitadas principalmente nesse início.

Mas porque devemos diminuir a intensidade?

Respondendo de maneira resumida, a intensidade pode causar vários danos ao feto, uma delas é a HIPOXIA FETAL (diminuição da oxigenação neural do feto).

Durante a gestação necessitamos que toda irrigação sanguínea esteja sendo direcionada para a nossa “Fábrica”, isso mesmo o útero, a placenta irão fornecer por meio de nossas artérias, nutrientes necessários que vão passar pelo cordão umbilical até o nosso bebê em formação, caso treine em alta intensidade (como em vídeos absurdos que vejo por aí), esse fornecimento será comprometido.

É hora de realmente pensar quem está sendo prioridade naquele momento.

A gestante precisa ter plena consciência que durante 42 semanas, além de alguns hormônios que alteram o corpo da gestante, serão produzidas substâncias pela placenta que “amolecem” as cartilagens e articulações, que favorecem o parto normal, causam algumas vezes dores nas articulações gerais do corpo, principalmente do quadril, aí está mais um dos motivos que devemos cuidar da intensidade, pois os riscos de lesão durante os exercícios também aumentam.

 

Comentários

Your email address will not be published. Required fields are marked *